Celebridades?! Rockstars?! Não, escritores!!

Por Rai Louven
@rai_louven

-Mundo: Mas gente, que gritaria é essa?! O que será que está acontecendo?! Quem será que está ali?! Será que é algum ator famoso?! Ou será algum cantor?

-Leitor: Ahh, tem sim uma celebridade ali: meu escritor! ^^

Foto: Viciados pela leitura
Bienal2015

Carina Rissi (meio e de blusa coral), autora da trilogia “Perdida”, durante a Bienal do Livro 2015

Esses dias eu estava assistindo ao programa Sem Censura, da jornalista Leda Nagle, com as as escritoras Paula Pimenta, Babi Dewet, Bruna Vieira e Thalita Rebouças, e uma delas (acho que foi a Babi) falou uma frase que me chamou a atenção:

“Os escritores hoje em dia estão com essa imagem de serem celebridades, rockstars…
– Babi Dewet”

Depois de ouvi-la, eu parei para refletir… e não é que ela está certa! Às vezes em que eu tive a oportunidade de ir à sessão de autógrafos de algum escritor de minha preferência… parecia que eu estava esperando para ver alguma super celebridade internacional, porque o cenário era o mesmo: muitos fãs, animação, gritaria, emoção e muita muita muita ansiedade!

A Bienal do Livro desse ano foi a prova concreta desse fato! Você por acaso reparou na quantidade de escritores nacionais que agitaram e enlouqueceram aquele Riocentro com seus grupos de fãs/leitores? Não?! Pois, eu te digo, foram muitos: Iris Figueredo, Giulia Paim, Luly Trigo, Babi Dewet, Thalita Rebouças, Bruna Vieira, Paula Pimenta, Isabela Freitas, Carina Rissi, Bárbara Morais, Sophia Abrahão, Carolina Munhóz etc.!!!

Eu não fui ao encontro de todas estas escritoras, mas nos dias 06 e 13 de setembro eu estive na Bienal e não pude deixar de reparar na animação dos fãs, que faziam filas por todo Riocentro, não só para comprar mais livros, mas para encontrarem com seus astros escritores. A maioria deles eram jovens, alguns um pouco mais novos, acompanhados dos responsáveis, outros um pouquinho mais velhos, mas todos juntos, seja pelo mesmo livro, seja pelo mesmo autor…

Claro que eu também fui tietar na Bienal e cumprir com meu papel de fã! Tentei conseguir meu autógrafo e selfie com as escritoras Paula Pimenta, Babi Dewet, Bruna Vieira e Thalita Rebouças, que estavam lançando o livro Um Ano Inesquecível, pela editora Gutemberg. Acabou que eu não consegui… eram muitas pessoas, para poucas senhas. 😦 Eu sabia que seria tudo muito agitado e confuso nesse dia, afinal, só em Belo Horizonte, as meninas juntaram um público de 4.500 pessoas, imagina aqui no Rio, em plena Bienal! #medoo

Foto: Diaestúdio.com
bruna-vieira-bienal-do-livro

Escritoras de Um Ano Inesquecível, Bruna Vieira, Paula Pimenta, Thalita Rebouças e Babi Dewet, durante o lançamento do livro na Bienal 2015

Enquanto eu esperava na fila para tentar uma senha, ouvi muitas pessoas comentando que haviam chegado à Bienal às 5h, 6h, 7h da manhã e ficado do lado de fora esperando os portões serem abertos. Detalhe: as senhas seriam distribuídas apenas às 10h e nesse dia estava chovendo muitooo e fazendo um frio absurdo para os cariocas! Bato palmas para essas pessoas, principalmente para os pais e responsáveis que tiveram o bom senso de levarem seus filhos para conhecer suas escritoras favoritas e principalmente por terem acordado tão cedo para acompanhá-los nessa aventura literária. ❤

Eu acho tudo isso tão lindo e espero que cada vez mais nossos autores nacionais sejam valorizados e vistos como celebridades e rockstars pelos seus fãs!!! Sabe por quê? Simplesmente porque:

  • Isso mostra que o brasileiro tem lido cada vez mais, principalmente os jovens, que foram o público predominante na Bienal do Livro desse ano. De acordo com os dados estatísticos oficiais divulgados, 56% das pessoas que foram a feira literária eram jovens entre 15 e 29 anos de idade! Um número recorde, uma vez que na edição de 2013 eles representaram 51%;
  • Os escritores nacionais têm conquistado cada vez mais espaço no mercado editorial e no coração dos leitores;
  • A profissão de escritor tem sido mais valorizada;
  • A literatura e o hábito da leitura, de uma maneira geral, têm sido mais impulsionados e chegado até pessoas que até então nunca tinham comprado 1 único livro. Cinquenta Tons de Cinza que o diga… conquistou o coração de leitoras de diversas idades;

Escritores nacionais são só amor ❤

Minha relação com os autores nacionais é recente, ela basicamente começou através dos blogs e somente há uns 3 anos, porque antes disso, eu só lia livros de ficção internacionais. Nacional para mim era sinônimo de clássico e acadêmico, o que me remetia diretamente aos livros que li no colégio e na faculdade. Não que eu desmerecesse os livros dessa época, não mesmo! Gostei da maioria dos que li quando ainda era estudante: Dom Casmurro, A Audácia Dessa Mulher, A Odisseia, O Guarani, Macunaíma, Modo de Fazer Jornalismo (Willian Bonner) etc. mas, eu queria ler outros tipos de livros, que de preferência me fizessem sonhar e suspirar. rs #souromânticamesmo

12003335_10206559588339863_7927907650659283416_n

Meus achados da Bienal: a fofa @giuliappaim (esquerda), autora de “Boston Boys”, e a outra fofa @lulytrigo (direita), autora de “Na Porta ao Lado”! ❤ Muito simpáticas e lindas!! Amei conhecer ao duas!!

Minha visão sobre escritores nacionais mudou depois que eu escrevi minha monografia sobre “A importância dos blogs literários para o mercado editorial”, em 2013 (olha aí, os blogs e os livros influenciando minha vida novamente). Foi neste ano, durante a Bienal, que eu comprei meu primeiro livro nacional, Perdida, da escritora Carissa Rissi, que o estava lançando naquela época e hoje é um sucesso literário, inclusive, está previsto para chegar aos cinemas em 2016. ^^

Por ter gostado do primeiro, com o tempo fui adicionando outros nacionais à minha estante. E sabe qual a melhor parte disso tudo?! É saber que pelos autores serem tão brasileiros como eu e você, a distância entre nós (fã e autor) é menor, o que facilita o contato e nos faz sentir um pouco mais próximos um do outro.

Com a ajuda das redes sociais então… me sinto amiga próxima dos meus astros escritores! Sou do tipo que segue o autor no Facebook, Twitter, Instagram, Skoob, Blogovin, Youtube etc. e que responde as publicações deles também! hahaha Fala sério, quem não faz isso hoje em dia?! #adoro

Relação escritor x fã

Por falar em contato, não posso deixar de comentar e agradecer a atenção e carinho que eu recebo dos autores nacionais que eu curto, sigo e amo!

Graças a Deus, até hoje todos os autores que eu conheci foram muito atenciosos e carinhosos comigo durante as sessões de autógrafos!! ^^ Recentemente, eu tive a sorte e felicidade de conhecer a linda da Babi Dewet na Bienal desse ano. Acho que fiquei tão emocionada e feliz por aquele momento, que dei um abraço de 30 horas nela! Tadinha!… Ainda assim, ela foi super fofa comigo!

Além disso, fiquei muito feliz por ela (Babi) e a Paula Pimenta terem se disponibilizado a autografar mais alguns livros no estande da Gutemberg (onde consegui o meu), quando antes disso, elas já tinham assinado mais de 500 livros naquele mesmo dia… Super obrigada meninas! haha ^^ São esses detalhes que me fazem ficar ainda mais apaixonada pelo meu escritor favorito!

babii

Mas sabe o que me deixa super in love?! Eu amo de paixão quando um deles dá like em alguma publicação minha relacionada a algum deles (que eu o tenha marcado, claro)! Fico ainda mais louca de amor quando eles deixam algum comentário!!! Pode ser um simples emoji 🙂 apenas… o importante é a atenção que ele me dedicou naquele momento!

12009608_10206660456301499_7259143413447270159_n

Não que o escritor tenha a obrigação de falar comigo só porque eu marquei ele, não mesmo! Às vezes eles podem estar ocupados demais com outras coisas e não dê para ver a publicação/marcação.. acontece, isso é super normal. Mas, quando eles vêem e ainda dão like… nossa!!! Dá vontade de sair saltitando de alegria pela casa e de mostrar para todos os seus amigos o quanto seu escritor favorito é lindo, fofo, carinhoso e atencioso!! hahahaha Confesso que eu faço isso e nem ligo se banco a chata!! #soudessas

São os detalhes que fazem a diferença e enchem meu coraçãozinho de amor! ❤ Sou muito mais feliz depois que conheci meus astros escritores nacionais, como Bruna Vieira, Isabela Freitas, Babi Dewet, Giulia Paim, Thalita Rebouças, Paula Pimenta, Martha Medeiros, etc., sendo que a maioria eu descobri através dos blogs (blogosfera, I l ❤ you)!!! Ainda tem muitos outros que eu pretendo ler e espero conhecer muitos outros que ainda estão para surgir…

Eu não sou nenhum especialista em mercado editorial, em comportamentos sociais ou qualquer coisa do tipo. Sou apenas uma simples leitora que decidiu expressar aqui uma opinião… então, se eu tiver dito alguma besteira, por favor não se irritem, apenas compartilhem comigo sua opinião também! ^^

Me conta… e vocês hein?! Já tiveram a experiência de encontrar com algum escritor/celebridade/rockstar favorito?! Deu tudo certo na hora, como?! Já leu algum escritor nacional? Qual seu favorito?!

Obs.: esse post tem como foco principal nossos lindos autores nacionais, mas não tenho nada contra os internacionais. É apenas uma questão de foco e prioridade.

Anúncios

2 comentários sobre “Celebridades?! Rockstars?! Não, escritores!!

Para comentar, é aqui ó ↓ ....

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s