Veeem 2016…

Por Rai Louven
@rai_louven

NYE-Events-2016

Agora é pra valer, o ano está mesmo terminando!
Já dá até pra sentir aquele friozinho gostoso na barriga, que deixa tudo mais especial, mais divertido, mais emocionante! Eu não sei vocês, mas eu ADORO me sentir assim!

O que torna tudo tão legal não é só a possibilidades recomeços e novas realizações que um ano novo traz consigo, mas toda energia positiva que envolve essa festa! Acho tão lindo ver o mundo todo mentalizando bons pensamentos, compartilhando amor, alegria, esperança, fazendo planos, permitindo-se sonhar, criar, planejar… curtindo o momento!

E quando digo mundo todo, ele não precisa ser exatamente literal e seguido ao pé da letra.. me refiro ao seu mundo todo, os seus amigos, familiares, conhecidos, vizinhos, seguidores etc. as pessoas que estão ao seu redor e formam seu mundo! Pode ser 1 pessoa ou 1 milhão de pessoas, o importante é ser feliz e aproveitar esse momento lindo e deixar-se levar por toda essa energia positiva!

São tantas possibilidades que nem sei ao certo o que pedir para 2016, então, para hoje, vou pedir o que está no meu coração agora:

Que esse ano novinho traga muito amor, paz, saúde, sucesso, fé no coração, mais amor e muitaaaaa felicidade!!! Esses votos valem pra mim, mas também desejo o mesmo para todos vocês!!!

Até o ano que vem!
Bjusss #Vem2016 #FelizAnoNovo

Anúncios

Celebridades?! Rockstars?! Não, escritores!!

Por Rai Louven
@rai_louven

-Mundo: Mas gente, que gritaria é essa?! O que será que está acontecendo?! Quem será que está ali?! Será que é algum ator famoso?! Ou será algum cantor?

-Leitor: Ahh, tem sim uma celebridade ali: meu escritor! ^^

Foto: Viciados pela leitura
Bienal2015

Carina Rissi (meio e de blusa coral), autora da trilogia “Perdida”, durante a Bienal do Livro 2015

Esses dias eu estava assistindo ao programa Sem Censura, da jornalista Leda Nagle, com as as escritoras Paula Pimenta, Babi Dewet, Bruna Vieira e Thalita Rebouças, e uma delas (acho que foi a Babi) falou uma frase que me chamou a atenção:

“Os escritores hoje em dia estão com essa imagem de serem celebridades, rockstars…
– Babi Dewet”

Depois de ouvi-la, eu parei para refletir… e não é que ela está certa! Às vezes em que eu tive a oportunidade de ir à sessão de autógrafos de algum escritor de minha preferência… parecia que eu estava esperando para ver alguma super celebridade internacional, porque o cenário era o mesmo: muitos fãs, animação, gritaria, emoção e muita muita muita ansiedade!

A Bienal do Livro desse ano foi a prova concreta desse fato! Você por acaso reparou na quantidade de escritores nacionais que agitaram e enlouqueceram aquele Riocentro com seus grupos de fãs/leitores? Não?! Pois, eu te digo, foram muitos: Iris Figueredo, Giulia Paim, Luly Trigo, Babi Dewet, Thalita Rebouças, Bruna Vieira, Paula Pimenta, Isabela Freitas, Carina Rissi, Bárbara Morais, Sophia Abrahão, Carolina Munhóz etc.!!!

Eu não fui ao encontro de todas estas escritoras, mas nos dias 06 e 13 de setembro eu estive na Bienal e não pude deixar de reparar na animação dos fãs, que faziam filas por todo Riocentro, não só para comprar mais livros, mas para encontrarem com seus astros escritores. A maioria deles eram jovens, alguns um pouco mais novos, acompanhados dos responsáveis, outros um pouquinho mais velhos, mas todos juntos, seja pelo mesmo livro, seja pelo mesmo autor…

Claro que eu também fui tietar na Bienal e cumprir com meu papel de fã! Tentei conseguir meu autógrafo e selfie com as escritoras Paula Pimenta, Babi Dewet, Bruna Vieira e Thalita Rebouças, que estavam lançando o livro Um Ano Inesquecível, pela editora Gutemberg. Acabou que eu não consegui… eram muitas pessoas, para poucas senhas. 😦 Eu sabia que seria tudo muito agitado e confuso nesse dia, afinal, só em Belo Horizonte, as meninas juntaram um público de 4.500 pessoas, imagina aqui no Rio, em plena Bienal! #medoo

Foto: Diaestúdio.com
bruna-vieira-bienal-do-livro

Escritoras de Um Ano Inesquecível, Bruna Vieira, Paula Pimenta, Thalita Rebouças e Babi Dewet, durante o lançamento do livro na Bienal 2015

Enquanto eu esperava na fila para tentar uma senha, ouvi muitas pessoas comentando que haviam chegado à Bienal às 5h, 6h, 7h da manhã e ficado do lado de fora esperando os portões serem abertos. Detalhe: as senhas seriam distribuídas apenas às 10h e nesse dia estava chovendo muitooo e fazendo um frio absurdo para os cariocas! Bato palmas para essas pessoas, principalmente para os pais e responsáveis que tiveram o bom senso de levarem seus filhos para conhecer suas escritoras favoritas e principalmente por terem acordado tão cedo para acompanhá-los nessa aventura literária. ❤

Eu acho tudo isso tão lindo e espero que cada vez mais nossos autores nacionais sejam valorizados e vistos como celebridades e rockstars pelos seus fãs!!! Sabe por quê? Simplesmente porque:

  • Isso mostra que o brasileiro tem lido cada vez mais, principalmente os jovens, que foram o público predominante na Bienal do Livro desse ano. De acordo com os dados estatísticos oficiais divulgados, 56% das pessoas que foram a feira literária eram jovens entre 15 e 29 anos de idade! Um número recorde, uma vez que na edição de 2013 eles representaram 51%;
  • Os escritores nacionais têm conquistado cada vez mais espaço no mercado editorial e no coração dos leitores;
  • A profissão de escritor tem sido mais valorizada;
  • A literatura e o hábito da leitura, de uma maneira geral, têm sido mais impulsionados e chegado até pessoas que até então nunca tinham comprado 1 único livro. Cinquenta Tons de Cinza que o diga… conquistou o coração de leitoras de diversas idades;

Escritores nacionais são só amor ❤

Minha relação com os autores nacionais é recente, ela basicamente começou através dos blogs e somente há uns 3 anos, porque antes disso, eu só lia livros de ficção internacionais. Nacional para mim era sinônimo de clássico e acadêmico, o que me remetia diretamente aos livros que li no colégio e na faculdade. Não que eu desmerecesse os livros dessa época, não mesmo! Gostei da maioria dos que li quando ainda era estudante: Dom Casmurro, A Audácia Dessa Mulher, A Odisseia, O Guarani, Macunaíma, Modo de Fazer Jornalismo (Willian Bonner) etc. mas, eu queria ler outros tipos de livros, que de preferência me fizessem sonhar e suspirar. rs #souromânticamesmo

12003335_10206559588339863_7927907650659283416_n

Meus achados da Bienal: a fofa @giuliappaim (esquerda), autora de “Boston Boys”, e a outra fofa @lulytrigo (direita), autora de “Na Porta ao Lado”! ❤ Muito simpáticas e lindas!! Amei conhecer ao duas!!

Minha visão sobre escritores nacionais mudou depois que eu escrevi minha monografia sobre “A importância dos blogs literários para o mercado editorial”, em 2013 (olha aí, os blogs e os livros influenciando minha vida novamente). Foi neste ano, durante a Bienal, que eu comprei meu primeiro livro nacional, Perdida, da escritora Carissa Rissi, que o estava lançando naquela época e hoje é um sucesso literário, inclusive, está previsto para chegar aos cinemas em 2016. ^^

Por ter gostado do primeiro, com o tempo fui adicionando outros nacionais à minha estante. E sabe qual a melhor parte disso tudo?! É saber que pelos autores serem tão brasileiros como eu e você, a distância entre nós (fã e autor) é menor, o que facilita o contato e nos faz sentir um pouco mais próximos um do outro.

Com a ajuda das redes sociais então… me sinto amiga próxima dos meus astros escritores! Sou do tipo que segue o autor no Facebook, Twitter, Instagram, Skoob, Blogovin, Youtube etc. e que responde as publicações deles também! hahaha Fala sério, quem não faz isso hoje em dia?! #adoro

Relação escritor x fã

Por falar em contato, não posso deixar de comentar e agradecer a atenção e carinho que eu recebo dos autores nacionais que eu curto, sigo e amo!

Graças a Deus, até hoje todos os autores que eu conheci foram muito atenciosos e carinhosos comigo durante as sessões de autógrafos!! ^^ Recentemente, eu tive a sorte e felicidade de conhecer a linda da Babi Dewet na Bienal desse ano. Acho que fiquei tão emocionada e feliz por aquele momento, que dei um abraço de 30 horas nela! Tadinha!… Ainda assim, ela foi super fofa comigo!

Além disso, fiquei muito feliz por ela (Babi) e a Paula Pimenta terem se disponibilizado a autografar mais alguns livros no estande da Gutemberg (onde consegui o meu), quando antes disso, elas já tinham assinado mais de 500 livros naquele mesmo dia… Super obrigada meninas! haha ^^ São esses detalhes que me fazem ficar ainda mais apaixonada pelo meu escritor favorito!

babii

Mas sabe o que me deixa super in love?! Eu amo de paixão quando um deles dá like em alguma publicação minha relacionada a algum deles (que eu o tenha marcado, claro)! Fico ainda mais louca de amor quando eles deixam algum comentário!!! Pode ser um simples emoji 🙂 apenas… o importante é a atenção que ele me dedicou naquele momento!

12009608_10206660456301499_7259143413447270159_n

Não que o escritor tenha a obrigação de falar comigo só porque eu marquei ele, não mesmo! Às vezes eles podem estar ocupados demais com outras coisas e não dê para ver a publicação/marcação.. acontece, isso é super normal. Mas, quando eles vêem e ainda dão like… nossa!!! Dá vontade de sair saltitando de alegria pela casa e de mostrar para todos os seus amigos o quanto seu escritor favorito é lindo, fofo, carinhoso e atencioso!! hahahaha Confesso que eu faço isso e nem ligo se banco a chata!! #soudessas

São os detalhes que fazem a diferença e enchem meu coraçãozinho de amor! ❤ Sou muito mais feliz depois que conheci meus astros escritores nacionais, como Bruna Vieira, Isabela Freitas, Babi Dewet, Giulia Paim, Thalita Rebouças, Paula Pimenta, Martha Medeiros, etc., sendo que a maioria eu descobri através dos blogs (blogosfera, I l ❤ you)!!! Ainda tem muitos outros que eu pretendo ler e espero conhecer muitos outros que ainda estão para surgir…

Eu não sou nenhum especialista em mercado editorial, em comportamentos sociais ou qualquer coisa do tipo. Sou apenas uma simples leitora que decidiu expressar aqui uma opinião… então, se eu tiver dito alguma besteira, por favor não se irritem, apenas compartilhem comigo sua opinião também! ^^

Me conta… e vocês hein?! Já tiveram a experiência de encontrar com algum escritor/celebridade/rockstar favorito?! Deu tudo certo na hora, como?! Já leu algum escritor nacional? Qual seu favorito?!

Obs.: esse post tem como foco principal nossos lindos autores nacionais, mas não tenho nada contra os internacionais. É apenas uma questão de foco e prioridade.

Msonhos forever!

Por Rai Louven
@rai_louven

É gente, Msonhos ou Malhação 2014 chegou ao fim, eu estou chorosa e preciso desabafar! 😥

Essa última Malhação foi maravilinda demais, eu a acompanhei desde o comecinho! As chamadas dela já me deixavam mega ansiosas e quando ela finalmente começou, foi amor a primeira vista! Me apaixonei literalmente por aquela história, por aqueles cenários, por aqueles personagens e… claro, pelos romances clichês, lindos, divertidos e muitooo fofos!

Foto: Globo TV
1300x455

Quando a Pitty começava a cantar, era o sinal para eu parar de fazer tudo e qualquer coisa e sentar o bumbum em frente a televisão! Sempre que terminava um capítulo, eu dizia a mim mesma: “Ahh, como eu queria ser um personagem de Malhação!”. Acho que eu e o Brasil todo pensamos assim!

Fala sério, quem não gostaria de viver rodeada de todo aquele clima gostoso de amizade, romance, zuação, pegação e uma pitada de drama! Quando a galera começava a cantar… dava aquela vontadezinha de abrir as janelas de casa e cantar junto!! kkkkkkkk Mas, só fiquei na vontade mesmo, afinal não queria mostrar ao mundo que sou um talento musical também.. hahah #sqn

E o que dizer sobre o último capítulo?! Ele foi traduzido em apenas uma palavra: lágrimas! Sim, muitas e muitas lágrimas de emoção! Era como se eu fizesse parte daquele grupo de amigos da galera da Ribalta e da academia do Gael.. loucura não?! É amor gente.. muito amor envolvido mesmo!

Foto: Capricho online
primeira-vez-perina58119

E por falar em amor, eu sou #Perina forever!!! Perina foi melhor do que qualquer conto de fadas. Eu aceitava de boas um namorado com o Pedro, com aquele bom humor, covardia, amor e cuidado! Eu voto por um mundo onde existam mais Pedros Ramos!

Preciso dar os parabéns a toda equipe de Msonhos, porque ela definitivamente conquistou meu coraçãozinho! Ela me fez rir, chorar, xingar, sonhar, suspirar, amar e rir mais ainda! Foi lindo ver as manifestações de amor e agradecimento dos fãs no Twitter e também do próprio elenco, que demonstrava tanta emoção quanto a gente!

É, agora que acabou, ficou no coração a saudade e as maravilhosas lembranças de Msonhos… Que venham outras Malhações assim, que nos proporcionem tamanho amor e felicidade!

E para você sentir um pouquinho de todo amor de Msonhos, vou deixar aqui as músicas que mais me deixaram in love na trilha sonora de Malhação 2014:

Esse Seu Jeito de Ser

Rockstar

I Told You So

Your Window Pane

Quase Sem Querer

E você aí.. também assistiu essa Malhação? Eu chorei horrores com o último capítulo.. e você? hahaha

Fui ali e já voltei…

Fonte da imagem: Obviousmag.org
large

Rapaz, estou há tanto tempo sem vir aqui, sem escrever nem uma única palavrinha, que nem sei exatamente por onde começar agora. E aí, o que dizer (escrever)?! Será que explico o motivo do meu sumiço? Tem mesmo necessidade de uma justificativa?! Será que pulo essa parte e começo logo um post novo?! Ou não?!

Ô indecisão! Aliás, esse costuma ser meu sobrenome, quero comer, assoviar, chupar cana e cantar ao mesmo tempo!! Enfim, como tenho dificuldade em escolher uma única opção quando acho que todas as alternativas apresentadas são boas, eu decidi começar esse texto expondo meus sentimentos “prÔces”! hahaha 😉

Não existe um motivo específico para justificar a minha ausência, eu apenas estava numa vibe offline, sem ter muito o que escrever. Há quem possa dizer que não faltam assuntos no mundo, afinal ele não para de girar e tem sempre alguma novidade por aí interessante que possa ser comentada, desde o big universo artístico até o meu simples quadradinho particular. Sim, isso é mesmo verdade, mas, nesse caso, eu que não estava mesmo muito afim de escrever e… respeitei minha vontade. #soudessas

Toda vez que eu tentava começar um texto novo para postar, eu sentia que faltava algo e realmente faltava: euzinha! Parecia que eu estava escrevendo para os outros apenas, para evitar que o blog ficasse com um buraco de posts e desatualizado… Eu não sei explicar muito bem em palavras, mas faltava aquele sentimento que diz: “eu preciso/quero escrever sobre isso!”.

Considero meu blog uma extensão de mim mesma, porque aqui é o meu espacinho, onde eu costumo falar sobre as coisas que gosto, livros, músicas, filmes, artistas etc. e o melhor, do meu jeito e na hora que eu quero!

Não conto minha vida toda no blog…não mesmo! hahaha Por quê? Simplesmente porque tem coisas que não precisam e nem devem ser comentadas, escritas ou compartilhadas na web! Isso não significa que eu esteja criticando indiretamente as pessoas que gostam de compartilhar quase tudo de sua vida em suas redes sociais, incluindo blog! Cada um é de um jeito e faz aquilo que mais lhe agrada… hoje eu sou assim, quem sabe amanhã eu mude, vai saber… 😉

Mas, antes de qualquer coisa, aqui é também um hobby meu, uma descontração, algo que me faz bem, afinal, como não amar essa blogosfera linda e rica?! Portanto, tem que ser divertido e não pode se tornar uma obrigação… Eu geralmente perco o interesse por aquilo que vejo obrigada a fazer. Eu sou assim, pelo menos… ^^

Então, acho que é isso… eu só queria mesmo explicar o porquê fiquei um “cadinhho” ausente esse último mês! Mas, e agora em agosto, vou sumir de novo?! Oxe sei não… como minha mãe sempre diz: “eu estou no hoje, o amanhã, deixa para amanhã!”. Mas, eu espero voltar a postar com mais frequência aqui e quem se interessar pelo meu mundinho, sinta-se bem-vindo, você já é de casa! =D

E vocês, têm blog também? Já se sentiram assim, meio offline para escrever? Costumam postar com frequência ou dão uma paradinha de vez em quando também?! Deixem aqui nos comentários o endereço dos seus blogs pra eu conhecer o espacinho de vocês!

😉

Mãe sem limites: 6 sintomas que comprovam sua loucura

Por Railane Louven
@rai_louven

11084_10204679885868476_2763559180372605410_n

Estou enganada ou o dia das mães foi ontem? Sim, você está certa! Então, por que você está publicando hoje, 11, em plena segunda-feira, um post sobre o dia das mães que foi ontem?

Calma, não estou atrasada nas datas ou algo do tipo. Acontece que aqui em casa dia das mães é dia de reunir a família, jogar conversa fora, comer bastante (de preferência um cardápio nada saudável) e relaxar. Portanto, nada de ficar com a cara enfiada no computador o dia todo ou no celular! Como minha mãe sempre fala que eu e minha irmã só sabemos fazer isso o dia todo (agora menos, já que eu comecei a trabalhar e as aulas da minha irmã voltaram)…então, no dia dela, decidi fazer esse sacrifício (digo por mim, pelo menos!)

Eu super concordo que exista uma data somente para elas e que se não caísse sempre aos domingos, ainda acharia necessário tornar este dia um feriado!! Mães são tão amor, sejam as de sangue ou as de criação!!

Apesar de mães serem sinônimo de amor, existem mães normais (que não nos fazem passar tanta vergonha) e mães sem limites (que só nos fazem passar vergonha)! É minha gente, a minha mãe é do segundo grupo. E como eu sou uma pessoa muito legal, hoje eu vim aqui apresentar 8 sintomas que comprovam a falta de limites da minha mãe:(Se você está em dúvida sobre o tipo de mãe que é a sua, esse post vai lhe ajudar bastante!)
Continuar lendo