Resenha | Não Se Iluda Não da Isabela Freitas

Por Rai Louven
@rai_louven

Foto: Divulgação
não se apega não

E hoje eu vou de Isabela Freitas, ou melhor, Bebela (como prefiro chamá-la, já que me sinto sua amiga de longas datas), porque acabei de ler o seu segundo livro, Não Se Iluda Não.

Ele, que é a continuação da série Não Se Apega Não, cujo primeiro livro tem o mesmo nome (da série), foi lançado em julho desse ano pela editora Intrínseca. Pelo que puder perceber, parece que vai haver um terceiro livro da Bebela… vamos aguardar as novidades neh!

Eu estava curiosa para conhecer as novas aventuras de Isabela (nome da protagonista da série) desde o lançamento do livro, mas como geralmente querer e poder acontecem em momentos diferentes, eu só consegui comprá-lo agora.

O Livro

Não Se Iluda Não dá continuidade à história de Isabela, uma mineirinha louquinha, de 24 anos, que depois de desapegar de um namoro de 2 anos, aprendeu a se amar, a curtir a própria companhia e não depender mais de ninguém, além dela mesma para ser feliz (não estranhem qualquer semelhança com a vida da escritora).

Neste segundo livro Isabela está mais amadurecida e só quer saber de aproveitar a vida, ser feliz, mas, como sempre, continua se envolvendo em muitas confusões, só que dessa vez um pouco mais sérias, porque envolvem a vida e os sentimentos de pessoas que ela gosta, de alguma maneira.

Infelizmente (ou felizmente?) a vida nem sempre segue os nossos planejamentos e muitas vezes nos traz surpresas que não estamos preparadas para lidar. São nesses momentos que pensamos: “Cara, como é que eu vim para aqui?” ou “Como é que tudo isso aconteceu de ontem para hoje?!” E já que o problema está batendo à porta, não nos resta outra alternativa, senão encher o peito de ar e resolvê-lo.

Isabela terá que enfrentar algumas situações assim e ainda pôr em prática sua maturidade, responsabilidade, amor próprio e amor ao próximo para sair delas. Parece um pouco dramático? Só que na verdade, a história é bastante divertida e fofa! ❤

Preciso confessar que, apesar da minha curiosidade em saber a continuação de Não Se Apega Não, eu pensei umas dez vezes antes comprar Não Se Iluda Não, porque não estou em um momento da minha vida que eu precise abandonar alguma ilusão voltada para relacionamentos (graças a Deus). Não Se Apega Não me ajudou a desapegar e ainda estou nessa vibe, me amando, curtindo minha companhia, minha paz e os benefícios de estar solteira. Só que eu Não Se Iluda Não vai muitooooo além de namoros e paixonites…

Para minha sorte e felicidade, o livro acabou sendo para mim uma dessas surpresas boas que a vida traz! Não Se Iluda Não me fez enxergar alguns detalhes da vida a partir de um ponto de vista diferente, desde carreira, namoro, amigos, família, destino até namoros e relacionamentos em geral. Além disso, a personalidade e “autoconfiança?” da Isabela são um pouco muito contagiantes… Depois que você ler, vai entender o que estou falando! 🙂

Eu que achei que Não Se Iluda Não fosse passar batido na minha vida, me enganei direitinho… acabei com ele cheinhoo de marcações! ❤ O Furacão Isabela não tem como passar despercebido… hahaha

Outro detalhe que me deixou apaixonada foi a capa do livro e todo layout fofíssimo dele! Para gente, que capa roxa maravilhosa foi essa?! Super a cara da Bebela (autora), da Isabela (personagem) e dos fãs, como eu!!! #lindaa

Se você está aí em dúvida se compra ou não, fica a dica: compre e leia logo!!! Vai por mim, Não Se Iluda Não é super divertido e vai servir para você, de alguma maneira. Não que você precise ter algum problema/dificuldade como pré-requisito para lê-lo… Não mesmo!! Ele é garantia de boas risadas, de descontração e de reflexões saudáveis sobre a vida.

A Autora

439acbd8e61d53f59b9adeb8a3c6b6d1

Com apenas com 24 aninhos, Isabela faz parte da leva atual de jovens blogueiras de sucesso, que se tornaram também escritoras e que têm conquistado cada vez mais leitores e espaço no mercado editorial.

Em seu blog, a escritora conta que no início nem sabia o que eram blogs, mas que foi incentivada pelos amigos a criar um e compartilhar suas frases e suas histórias, que são umas mais loucas do que as outras! Não demorou, o blog começou a fazer sucesso, conquistou muitos leitores e visualizações, e logo veio o convite da Intrínseca para lançar dois livros pela editora! Quanta honra não?!

Fala sério, como não amar essa blogosfera linda, que a cada dia permite que novos talentos, como a nossa linda Bebela, sejam descobertos?!

Acho que só me resta dizer que Não Se Iluda Não, da escritora e blogueira Isabela Freitas, publicado pela editora Intrínseca, está mais do que recomendado a todoss!!

Quem quiser achar a Bebela nas redes sociais, vou deixar aqui os links:

Anúncios

Fui ali e já voltei…

Fonte da imagem: Obviousmag.org
large

Rapaz, estou há tanto tempo sem vir aqui, sem escrever nem uma única palavrinha, que nem sei exatamente por onde começar agora. E aí, o que dizer (escrever)?! Será que explico o motivo do meu sumiço? Tem mesmo necessidade de uma justificativa?! Será que pulo essa parte e começo logo um post novo?! Ou não?!

Ô indecisão! Aliás, esse costuma ser meu sobrenome, quero comer, assoviar, chupar cana e cantar ao mesmo tempo!! Enfim, como tenho dificuldade em escolher uma única opção quando acho que todas as alternativas apresentadas são boas, eu decidi começar esse texto expondo meus sentimentos “prÔces”! hahaha 😉

Não existe um motivo específico para justificar a minha ausência, eu apenas estava numa vibe offline, sem ter muito o que escrever. Há quem possa dizer que não faltam assuntos no mundo, afinal ele não para de girar e tem sempre alguma novidade por aí interessante que possa ser comentada, desde o big universo artístico até o meu simples quadradinho particular. Sim, isso é mesmo verdade, mas, nesse caso, eu que não estava mesmo muito afim de escrever e… respeitei minha vontade. #soudessas

Toda vez que eu tentava começar um texto novo para postar, eu sentia que faltava algo e realmente faltava: euzinha! Parecia que eu estava escrevendo para os outros apenas, para evitar que o blog ficasse com um buraco de posts e desatualizado… Eu não sei explicar muito bem em palavras, mas faltava aquele sentimento que diz: “eu preciso/quero escrever sobre isso!”.

Considero meu blog uma extensão de mim mesma, porque aqui é o meu espacinho, onde eu costumo falar sobre as coisas que gosto, livros, músicas, filmes, artistas etc. e o melhor, do meu jeito e na hora que eu quero!

Não conto minha vida toda no blog…não mesmo! hahaha Por quê? Simplesmente porque tem coisas que não precisam e nem devem ser comentadas, escritas ou compartilhadas na web! Isso não significa que eu esteja criticando indiretamente as pessoas que gostam de compartilhar quase tudo de sua vida em suas redes sociais, incluindo blog! Cada um é de um jeito e faz aquilo que mais lhe agrada… hoje eu sou assim, quem sabe amanhã eu mude, vai saber… 😉

Mas, antes de qualquer coisa, aqui é também um hobby meu, uma descontração, algo que me faz bem, afinal, como não amar essa blogosfera linda e rica?! Portanto, tem que ser divertido e não pode se tornar uma obrigação… Eu geralmente perco o interesse por aquilo que vejo obrigada a fazer. Eu sou assim, pelo menos… ^^

Então, acho que é isso… eu só queria mesmo explicar o porquê fiquei um “cadinhho” ausente esse último mês! Mas, e agora em agosto, vou sumir de novo?! Oxe sei não… como minha mãe sempre diz: “eu estou no hoje, o amanhã, deixa para amanhã!”. Mas, eu espero voltar a postar com mais frequência aqui e quem se interessar pelo meu mundinho, sinta-se bem-vindo, você já é de casa! =D

E vocês, têm blog também? Já se sentiram assim, meio offline para escrever? Costumam postar com frequência ou dão uma paradinha de vez em quando também?! Deixem aqui nos comentários o endereço dos seus blogs pra eu conhecer o espacinho de vocês!

😉